Item adicionado ao orçamento


Av. Itamaraty 710 - Rolândia-PR 43 2101-0100
English Portuguese Spanish

BRASIL PRETENDE AUMENTAR POTENCIAL DA AGRICULTURA IRRIGADA

Gostou? compartilhe!

BRASIL PRETENDE AUMENTAR POTENCIAL DA AGRICULTURA IRRIGADA

BRASIL PRETENDE AUMENTAR POTENCIAL DA AGRICULTURA IRRIGADA

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, disse que a expansão da agricultura irrigada precisa ser vista como uma ferramenta estratégica para o aumento da produtividade no Brasil. Ao participar do seminário “Irrigar é Alimentar”, promovido pelo Sistema CNA/Senar e os Ministérios da Agricultura e do Desenvolvimento Regional, ela destacou que o Brasil tem apenas 3% de sua produção agrícola irrigada, enquanto a média mundial é de 20%.


“Precisamos desenvolver uma estratégia para explorarmos melhor esses recursos. Expandir a nossa agricultura irrigada trará vários benefícios para o produtor rural e para a sociedade brasileira: aumento da produtividade e da renda do produtor, geração de empregos, fortalecimento das cadeias produtivas, controle da inflação, ampliação das exportações, aumento do PIB e várias outras consequências positivas em cadeia”, apontou.


O que é a agricultura irrigada e por que ela é necessária?

De modo simples, a irrigação é a ação de fornecer água às plantas de maneira não natural, ou seja, por meio da ação humana. Assim, a agricultura é irrigada é o conjunto de ações, técnicas, estruturas e maquinário que permitem a irrigação em média ou larga escala de culturas e plantações. Ou seja, é graças à agricultura irrigada que alguns terrenos são viabilizados para plantação e alguns tipos de culturas se tornam viáveis em regiões e épocas do que naturalmente não seriam. Dessa forma, a agricultura irrigada, e tudo que ela engloba, é grande responsável pela expansão da agricultura e desenvolvimento dos setores agropecuário e econômico. Isso porque, com a escassez de água em determinadas regiões (considerando reservas, rios e lagos), e com o clima de algumas localidades, sem esse conjunto de práticas não seria possível o desenvolvimento.


Produtividade e segurança alimentar

Com uma produtividade de até três vezes maior do que áreas de sequeiro, a produção irrigada apresenta vantagens como o aumento na oferta e na regularidade de alimentos, melhoria da qualidade dos produtos, atenuação dos impactos da variabilidade climática e redução de custos
unitários. A irrigação contribui para a segurança alimentar e nutricional da população brasileira, sendo uma técnica utilizada no cultivo de alimentos típicos da dieta nacional como arroz, feijão, legumes, frutas e verduras. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) é um dos condutores da Política Nacional de Irrigação e trabalha para o aumento de áreas irrigadas trazendo resiliência ao produtor rural com a conservação da água e do solo. Até o ano de 2050, o mundo irá demandar o aumento de alimentos na base de 60% e de água, em 40%, segundo a FAO.

“A irrigação é um avanço para nossas tecnologias especialmente em uma fase em que as mudanças climáticas têm afetado a produtividade no campo. Temos que aproveitar essa vantagem competitiva brasileira como uma atividade não para uma, mas para 2,5 a três safras. Nossa ciência está trabalhando rapidamente para aumentar a capacidade e produtividade das espécies que estamos plantando. O mundo espera que tenhamos alimentos de qualidade, com preços competitivos”, disse o ex-ministro da Agricultura Alysson Paolinelli, indicado ao Prêmio Nobel da Paz.

 

Fonte: adaptado dos sites “SBA - Brasil pretende aumentar potencial da agricultura irrigada, afirma ministra”, “Notícias Agrícolas - Brasil pode ampliar potencial de agricultura irrigada, diz ministra” e “Revista Agropecuária - Agricultura irrigada: quais são os sistemas mais utilizados?”



Confira mais imagem:

Gostou? compartilhe!